Conexão Amazonas

Notícias/Saúde

Indicadores da covid-19 apresentam tendência de queda no estado do Rio

Número de casos registrado por semana passou de 31.764, na semana de 13 a 19 de novembro, para 13.487, no período de 20 a 26 de novembro, uma redução de 57,53%.

Indicadores da covid-19 apresentam tendência de queda no estado do Rio
© Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agência Brasil
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Os indicadores da covid-19 no estado do Rio de Janeiro apresentam tendência de queda. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, a análise considera os dados registrados nas semanas epidemiológicas 46 (13 a 19 de novembro) e 47 (20 a 26 de novembro). No período, o número de casos registrado por semana passou de 31.764 para 13.487, uma redução de 57,53%.

As taxas de positividade de antígeno e RT-PCR também apresentam tendência de queda. Entre os dias 20 e 26 de novembro foram realizados em média 10 mil testes de antígeno por dia, sendo a positividade de 30%. Em relação ao RT-PCR, estão sendo analisados, em média, 468 exames por dia, com positividade de 35%. Na semana de 13 a 19 de novembro, a positividade dos testes de antígeno estava em 32% e a dos exames de RT-PCR, em 40%.

Notícias relacionadas:Cidades da China relaxam medidas de prevenção contra a covid-19.Covid-19: Brasil registra 7.332 casos e 15 mortes em 24 horas.O secretário de estado de Saúde, Alexandre Chieppe, disse que os indicadores da covid-19 estão começando a apresentar uma redução, o que poderá ser confirmado nesta semana.

"Apesar disso, o número de internações ainda segue com estabilidade, principalmente de pessoas com 60 anos ou mais. Por isso, fazemos um alerta para que as pessoas que ainda não completaram o esquema vacinal retornem aos postos de saúde para receber a imunização. As vacinas são seguras e ajudam a evitar casos graves, internações e óbitos pela doença”, explicou.

As solicitações de leitos para tratamento da covid-19 apresentaram redução na semana de 20 a 26 de novembro, com uma média de 26 pedidos por dia, sendo 14 para UTI e 12 para enfermaria. Na semana de 13 a 19 de novembro, a média de solicitações era de 32 leitos por dia, sendo 18 para enfermaria e 14 para UTI. Na onda causada pela variante Ômicron em janeiro e fevereiro deste ano, a média diária de solicitações de leitos chegou a 177, incluindo enfermaria e UTI. E no pico da onda causada pela variante Gama, em março de 2021, essa média diária chegou a 422 solicitações.

Para consultar o Panorama Covid e outras informações, como número de internações, óbitos e taxa de cobertura vacinal, basta acessar o Painel de Monitoramento da Covid-19.

FONTE/CRÉDITOS: Douglas Corrêa - Repórter da Agência Brasil
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!