Quinta, 14 de novembro de 2019
 

Confira as cotações no mercado hoje:

Notícia

ESPECIAL CONEXÃO - Fintechs, Unicórnios e Startups, é o Amazonas em expansão

jefter Guerra

Publicidade

MAGIC
Divulgação

Por Jefter Guerra

A Economia Digital, com os seus produtos e serviços, anda em larga expansão no Amazonas nos últimos anos. Fintechs, Unicórnios e Startups locais, com a criação de seus websites e aplicativos, estão ganhando cada vez mais espaço Nacional e Internacional, e caindo no gosto do consumidor amazonense que busca na comodidade de seu lar, através do seu celular, um serviço rápido e de qualidade.

Para explicar sobre o motivo deste crescimento económico digital, a equipe de reportagem do site Conexão Amazonas conversou com o professor do icomp-Ufam e coordenador da Câmara do CODESE, Edleno Moura, e com o Diretor da Targo Consultoria e Escola de Atendimento, Carlos Oshiro, que falaram também sobre os projetos e programas criados para atender à exigência do consumidor local.

 CODESE EM PAUTA 

“Acredito que estamos vivendo uma explosão de quantidade e diversidade de serviços e produtos digitais no Amazonas, no Brasil e no Mundo”, afirma  Moura.

Para ele, essa explosão pode ser observada por meio do crescimento das fintechs, "unicórnios" e startups. “As fintechs são, majoritariamente, startups que trabalham para inovar e otimizar serviços do sistema financeiro. Podemos observar as empresas de delivery de transportes que intermediam as relações entre consumidor e produtor de serviços em geral, como o Uber e Ifood´s”, salientou.

Como exemplo de sucesso de fintech no Brasil, Moura aponta a Scudra, uma empresa de Manaus que surgiu da vontade de democratizar a concessão de crédito, desafiando o mercado tradicional e oferecendo um modelo de avaliação mais inclusivo e transparente. “E também vejo outros movimentos de startups e fintechs surgindo aqui no Amazonas. Com isso, vamos ter boas novidades nos próximos anos. Uma vez que no Brasil, sem dúvida, essa marca está crescendo e, com isso, temos as primeiras fintechs aparecendo aqui no nosso Estado, sempre visando o mercado mundial, não só o nacional”, afirma ele.

Startups no Amazonas  

Sobre as startups no Amazonas, o coordenador disse que o momento também é de crescimento. “No Brasil, já estamos gerando vários Unicórnios por ano, que são empresas avaliadas acima de R$ 1 bi de dólares. Já é mais que a geração em países tradicionais neste tipo de empresa, como Israel.”.

Para Moura, a tendência é de que o Amazonas irá gerar novas startups com valorização muito grande no mercado nos próximos anos. Estamos nos preparando e o mercado está bastante abastecido de dinheiro. Temos muitos profissionais bons e com muitos profissionais bons trabalhando em startups locais. “Então, a visão do futuro é de que o Brasil irá ter startups que se tornem multinacionais, e o Amazonas vai tem tudo para ter seus representantes nesse time”.

Programas e investimentos 

Em relação ao Programa voltado para a criação de um Parque Tecnológico no Centro da cidade, Moura ressaltou a parceria da Prefeitura de Manaus com o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento).

“Este programa visa investir em infraestrutura para as startups, provavelmente no centro da Cidade, como já foi divulgado pela imprensa local. Eu desconheço outros projetos com essa proporção na cidade. Mas se  ventila também a criação de um parque fomentado pelo governo do Estado, que seria provavelmente do outro lado do Rio Negro. E mais do que isso, existe um projeto de Polo Tecnológico na Área de Software em Manaus. Por polo aqui uso a definição de uma região com alta concentração de empresas e empregos na área.  Dentro do Polo há portanto espaço para vários parques,  que seriam, cada um, uma espécie de condomínio. O Polo Digital de Manaus, nome que está  sendo dado ao nosso polo,  é um projeto que envolve toda a sociedade:  o governo do estado, a prefeitura, o Codese, as universidades, os institutos de pesquisa É desenvolvimento privados, tais como o Sidia (maior instituto de P&D privado da cidade, com cerca de mil funcionarios), a fundação Paulo Feitosa, entre outros”, aponta. 

Moura ressalta ainda, que outros parques que podem surgir no futuro também a partir da iniciativa privada.        

 Startups - Saiba quais as cases de sucesso 

Sobre os cases de sucesso no Amazonas, o coordenador aponta o caso da Neemu, uma empresa genuinamente manauara de soluções em software de gestão para varejistas, que foi criada em 2010 e vendida em 2015 para empresa nacional Linx no valor de  55,5 milhões. E da Tap4 Mobile, empresa que gera aplicativos variados, com um processo de produção  de Apps bastantes avançados e já consolidados no mercado.

E por conta do crescimento destas grandes empresas e ideias tecnológicas, Moura concluiu que o futuro da tecnologia no Amazonas tende ser promissor. “Para esse crescimento, estamos trabalhando muito seriamente junto a sociedade civil, Universidades, Instituições de ensino e pesquisa, Institutos de pesquisa privados e públicos, o Governo do Estado e a Prefeitura. Temos  o objetivo de transformar a nossa cidade em um Polo de Tecnologia, o que pode gerar 30 mil empregos até 2038”, concluiu ele  

TARGO - O NEGÓCIO EM ASCENSÃO  

Já na visão do diretor da Targo Consultoria e Escola de Atendimento, Carlos Oshiro,  hoje, na realidade, a mídia digital veio para criar rupturas em vários segmentos, porque antes para se abrir um restaurante, o dono tinha que alugar um ponto, investir em publicidade, comprar mesas, colocar prateleiras para seu estoque, em fim, o pequeno empresário tinha que ter um investimento inicial.  “E hoje para se abrir algo no segmento de alimentação, basta três ele ter aplicativos sem pagar nada. O primeiro, é o Instagram para a divulgação; o segundo, é o Ifood para vender e tirar os pedidos, dispensando os telemarketing e lista telefônicas; e o terceiro, é o Uber eats que você manda entregar onde a empresa não tem nenhuma responsabilidade da legislação trabalhista  sobre o motoqueiro”, salienta.    

Fintech, unicórnios" e as startups - ainda uma aposta 

Com relação às fintechs, os "unicórnios" e as startups, Oshiro acredita que esses meios hoje são uma aposta. “As  fintechs são bancos virtuais sem locais reais, que diminui bastante os custos, e com a chegada do Blockchain,  a maior exploração deste segmento, essa se tornou uma tendência verdadeiras, onde o cliente não precisa ter mais uma segurança de ter um ambiente real para gerar suas negociações”. 

Já os Unicórnios, o diretor acredita que, mesmo eles tendo um grande valor de mercado, acima de 1 bil de dólares, ainda não são sustentáveis. “Mas por que eles têm esse valor? Porque eles prometem desfazer uma ruptura dentro de um segmento, por isso, a grande maioria dos Unicórnios ainda não geram lucros. Mas as empresas investem neles porque, daqui a pouco, eles passam a romper com determinados segmentos e a ser um competidor único, vamos dizer assim. Um grande exemplo é a Netflix, que acabou matando toda a locação de DVD´s”, explica.  

E sobre os cases de startups de sucesso em Manaus, Oshiro salienta que muitas delas ainda não são sustentáveis. “Mas temos o IHome, que é um aplicativo criado aqui que intermedia as empresas e as pessoas que buscam profissionais autônomos no segmento de construção civil, manutenção, como os encanadores e pedreiros. `Possibilita essas pessoas a não precisar de uma construtora para realizar determinados serviços na sua casa”, disse ele.

Outro aplicativo de sucesso apontado pelo diretor, é o Trocados, que transforma o seu troco em valores dentro do app, eliminando a situação de moedas e trocos nos supermercados.   

O Futuro, segundo Oshiro  

Para Oshiro, o futuro da economia tecnológica no Amazonas está bastante avançado,, mas ainda não chega a ser igual a de Florianópolis. “Mais existem movimentos, principalmente do Codese para transforma o Amazonas em um Polo Digital. Recentemente foi feito na feira do Polo Digital no Studio 5 e deu bastante gente, mas ainda é uma aposta como um possível plano B aqui na região”, concluiu ele.  

NA PEGADA DA TECNOLOGIA  

Para conhecer os avanços da tecnologia  no Amazonas, a equipe do Conexão também participou, na quinta-feira, 31, da 2a Expotech 2019, realizada pelo Centro de Informática Senac-Am, onde 200 alunos do curso de Técnicos de Informática (TI) puderam apresentar 20 Aplicativos desenvolvidos por eles a fim de chamar a atençãio da sociedade e dos empresários sobre os seus trabalhos que podem revolucionar o mundo de serviços e de produtos para o consumidor exigente do Amazonas. 

Site de pets, app de pontos turísticos de Manaus e tecnologia que usa da robótica para dar comandos aos automóveis foram  alguns dos projetos apresentados na exposição que, segundo o diretor do Centro de Informática Senac-Am, Nailson Andrade de Souza, a intenção é incentivar os alunos a ser inovadores a empreendedores, desenvolvendo soluções para o mercado ou para resolver um problema que está acontecendo na sociedade,

Porém, Nailson lamenta que ainda não há uma relação com as empresas para que os projetos sejam desenvolvidos. “Infelizmente hoje ainda não temos essa relação. E esse tipo de evento é para ver se a gente chama a atenção dos setores de Turismo, Comércio, Empresários e órgãos públicos como prefeitura e governo. E o que acontece, é que muitas vezes, esses projetos acabam por  aqui. Mas estamos fazendo agora, através do Projeto Centelha, é pedindo que os nossos alunos inscrevam os seus projetos para que eles possam dar continuidade e transformá-los em uma Startup”, explica Naison.  

Dos 20 projetos apresentados, alguns deles já estão inscritos no Programa Centelha, são eles: Seek Pet, Sem Lixo Aqui, Amazonas Tudo de Bom. 

Sobre o Programa

O Programa Nacional de Apoio à Geração de Empreendimentos Inovadores (Programa Centelha) será realizado em 21 estados brasileiros. No Amazonas, a iniciativa será executada pela Fapeam, sendo promovida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e pela Finep, em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), e operada pela Fundação Certi.

Com investimento de R$ 1.820.000,00 (um milhão oitocentos e vinte mil reais), o programa apoiará, por meio de subvenção econômica (recursos não reembolsáveis), até 28 projetos de inovação no Amazonas, com valores unitários de até R$ 65.000,00 (sessenta e cinco mil reais). 

Já o supervisor Educacional do Centro de Informática do Senac-AM, Moises Benlolo, o Senac está no novo modelo pedagógico de ensino, agora os alunos aprendem fazendo, com aulas 100% em laboratório. “E em cada término de módulo nós fazemos que os alunos apresentem para a sociedade, comunidade e o comércio o que eles aprenderam na prática  sobre a Robótica, porque a informática hoje não é mais só o computador, ela já manda comandos para os nossos computadores. Então, nossos alunos já devem está preparados para essa nova tecnologia”, disse ele. 

Veja alguns dos projetos apresentados na 2a Expotech 2019

Vale ressaltar que os projetos contemplam os segmentos de desenvolvimento de app-mobile e websites, manutenção de computadores e robótica e Internet das Coisas (IoT). Os interessados em conhecer os produtos devem efetuar um cadastro no link http://bit.ly/2PwHpgp. 

App Seek Pet

 

Aluno do curso técnico de Informática,  Adson Martins, 22 anos, apresentou o aplicativo  Seek Pet. A ideia do APP é reunir todas as empresas de Pet Shop de Manaus em um só aplicativo para facilitar a vida do consumidor que busca todo tipo de serviço voltado para atendimento animal. “Por exemplo, se a pessoa estiver atrás de um veterinário, mas ele não sabe onde encontrar, isso o app vai disponibilizar para ele o mais próximo da sua casa, explica o aluno. 

Mas o estudante explica que o aplicativo ainda está em desenvolvimento. “Pretendemos colocar um  localizador na colera do pet, uma espécie de GPS animal, para que, em caso de desaparecimento esse ele seja encontrado pelo seu dono””, conclui Adson .

App Sem Lixo Aqui

 

Já no segmento de limpeza ambiental, os alunos Adriano Rocha, 17 anos, e Maurício de Souza, 21 anos apresentaram o aplicativo Sem Lixo Aqui. “Esse aplicativo é uma mistura de Instagram e do wise up, com a função de denunciar uma lixeira viciada em qualquer rua da cidade, Ou seja, a pessoa com o aplicativo instalado em seu celular tira uma foto da lixeira, publica. comenta e marca a localidade de onde está a lixeira,  E com isso, possibilita a comunidade ver o descaso e denunciar junto aos órgãos competentes, como a prefeitura”, explicou Maurício. 

App Amazonas Tudo de Bom

 

Voltado para o segmento de turismos, o aluno Lucas Meneses, 18 anos e mais quatro amigos criaram o App Amazonas Tudo de Bom.  Uma plataforma Web e de aplicativo que se diferencia de outras por conta de uma aglomeração de dados falando sobre os pontos turísticos de todo o Amazonas todo. 

App Care For Man 

Para os cuidados da beleza masculina, os alunos Rodrigo Breno Górgonha, 25 anos,  e Tiemerson Carvalho Rocha,  e mais dois colegas criaram o App Care For Man com a finalidade de facilitar o acesso de homens as barbearias da cidade. “Nesse aplicativo iremos oferecer também os valores, endereços das barbearias e informações diversas sobre a beleza masculina, como os cortes e barbas que estão em alta”, conclui Tiemerson.  

 Lei da Informática 

Vale concluir que os incentivos fiscais da Zona Franca de Manaus (ZFM) também colaboram para o desenvolvimento da região em diversos âmbitos, e as atualizações na Lei da Informática têm apresentado bons resultados, abrindo portas para quem quer empreender na tecnologia e está buscando investimentos para tocar o seu negócio. Estes são custeados com os insumos da indústria revestidos em Pesquisa de Desenvolvimento e Inovação (PD&I).

O Instituto Nacional de Desenvolvimento (INDT), através o Programa Prioritário em Economia Digital (PPED), também colabora para o fomento de ideias inovadoras com o gerenciamento desses recursos.

VEJA A MOVIMENTAÇÃO DA EXPOTECH 2019

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Publicidade

MAGIC

Veja também

Coronel Bonates defende criação de banco de dados de países sul-americanos
13Nov

Coronel Bonates defende criação de banco de dados de países sul-americanos

Outros temas abordados no evento são a "Amazônia Brasileira e a Estratégia Nacional de Defesa"

Guedes diz que conversa com chineses sobre formação de área de livre comércio
13Nov

Guedes diz que conversa com chineses sobre formação de área de livre comércio

Ministro da Economia disse que Brasil 'já perdeu tempo demais" e quer se 'integrar às cadeias globais' de comércio

Bandido é preso em flagrante após assaltar e atirar em dono de mercadinho na Zona Norte
13Nov

Bandido é preso em flagrante após assaltar e atirar em dono de mercadinho na Zona Norte

Após receber a voz de prisão dos policiais da 15ª Cicom o assaltante foi apresentado no plantão do 6º Distrito...

Encontro internacional de Bioeconomia encerra firmando rede colaborativa para a Amazônia
13Nov

Encontro internacional de Bioeconomia encerra firmando rede colaborativa para a Amazônia

A rede visa impulsionar o desenvolvimento da região amazônica conciliando a responsabilidade econômica, social e...

MAIS NOTÍCIAS

Publicidade

Parceiro
Manaus
Parceiro
Manaus
Parceiro
Manaus

Erro na Linha: #615 :: Undefined variable: logo
/home/conexaoamazonas/public_html/themes/news/noticia.php

Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )