Conexão Amazonas

Notícias/Cidade

Em meio à temporada de cruzeiros, navios não conseguem atracar no Porto de Manaus

Problema é causado por plataforma do porto que afundou, em junho.

Em meio à temporada de cruzeiros, navios não conseguem atracar no Porto de Manaus
Foto: Divulgação
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Em plena temporada de cruzeiros​, os navios que chegam a Manaus com centenas de turistas estão impossibilitados de atracarem no Porto do Roadway, onde uma plataforma afundou, em junho. Para driblar o problema, os passageiros têm sido obrigados a desembarcar em lanchas.

Por meio de nota, a empresa que administra o porto disse que, desde o acidente, tem se esforçado para garantir as operações na área de atracação e que os projetos de recuperação e readequação da área foram encaminhados para Marinha do Brasil e aguardam análise. 

A temporada de cruzeiros foi aberta oficialmente, no domingo (27), em Manaus, e a expectativa é de que a capital amazonense receba 18 navios, com cerca de 25 mil turistas.

Com os navios parados no meio do Rio Negro, os passageiros estão utilizando lanchas para chegarem ao porto, e assim conhecer os pontos turísticos do amazonas.

 

"​Os ​​cruzeiros não podem atracar aqui, porque parte desse porto aqui afundo, aí ficou essa consequência, o navio está lá fora, e não pode vir aqui, isso aqui dificulta até o acesso do cliente vir à ​M​anaus", disse o guia turístico Ananias ​S​antos.

 

O primeiro navio a chegar foi o Insígnia, que partiu de Miami, na Flórida, e também passou por Parintins, no interior do Amazonas, com 1,2 mil turistas.

​Já​ na terça-feira (29), o cruzeiro Seven Seas Navigator, da empresa marítima Regent Seven Seas Cruises, chegou à capital com cerca de 800 turistas. o navio cruzeiro, que partiu de Miami (Flórida), com turistas, em sua maioria, americanos e canadenses.

A maior parte dos visitantes é composta por idosos, que enfrentam ainda mais dificuldades para pisar em terra firme.

"​O ​amazonas sendo tão grande, o potencial de turismo que nós temos aqui, eu tenho 35 anos de mercado e esse porto aqui nunca foi cuidado pelos órgãos competentes que deveriam.", concluiu o guia turístico.

FONTE/CRÉDITOS: G1 AM
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!