Portal de Notícias Demonstrativo - Sua fonte de notícias na cidade de ...

Notícias/Mundo

Elon Musk ironiza possível saída de centenas de funcionários do Twitter

Bilionário publicou frases e memes brincando com a situação no seu perfil na rede social.

Elon Musk ironiza possível saída de centenas de funcionários do Twitter
Foto: Reprodução
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Elon Musk resolveu ironizar a possível saída de centenas de funcionários do Twitter. Durante a madrugada no Brasil, ele publicou frases e memes sobre a situação em seu perfil na plataforma.

Primeiro, ele comemorou, afirmando que a rede social teve mais um dia de recorde de usuários: "E... Temos mais um dia de recorde de usuários no Twitter. LOL".

Musk comemora dia com recorde de usuários no Twitter. — Foto: Reprodução

Musk comemora dia com recorde de usuários no Twitter. — Foto: Reprodução

 

Logo em seguida, ele repetiu a mesma frase que usou no dia em que comprou a rede social: "Let that sink in...".

Traduzida de forma literal, significaria algo como "Deixe afundar". Porém, a frase também pode ser compreendida como a descrição de um tempo necessário para compreender, absorver ou aceitar determinada ideia. Algo semelhante a "Deixe isso assentar", em português.

O bilionário repetiu a mesma frase que usou no dia em que comprou o Twitter. — Foto: Reprodução

O bilionário repetiu a mesma frase que usou no dia em que comprou o Twitter. — Foto: Reprodução

Pouco depois, ele publicou o meme relativo à morte do Twitter – na verdade, a adaptação de um meme do ator Grant Gustin, que interpreta o personagem da DC Comics, Flash, em frente ao túmulo de outro personagem fictício, Oliver Queen, o Arqueiro Verde, também do universo DC.

Por fim, recorreu mais uma vez à cultura pop, desta vez com uma cena clássica de 'Star Wars', para brincar com a situação. — Foto: Reprodução

Por fim, recorreu mais uma vez à cultura pop, desta vez com uma cena clássica de 'Star Wars', para brincar com a situação. — Foto: Reprodução

Por fim, Musk voltou a utilizar outro meme de cultura pop para ironizar a situação do Twitter – a cena clássica da princesa Leia pedindo ajuda a Obi-Wan Kenobi em "Star Wars 4 - Uma nova esperança". de 1977.

O milionário, no entanto, trocou a frase original ("Ajude-me, Obi-Wan Kenobi. Você é minha única esperança!") para "Ajude-nos, Ligma Johnson. Vocês são nossa única esperança").

Musk se refere a Rahul Ligma e Adrian Johnson, dois comediantes que, pouco depois da venda do Twitter, deram entrevistas para veículos de imprensa fingindo serem funcionários demitidos da rede social.

 

Grande saída

 

Elon Musk; Twitter; tecnologia — Foto: Robyn Beck/Pool via REUTERS/File Photo

Elon Musk; Twitter; tecnologia — Foto: Robyn Beck/Pool via REUTERS/File Photo

Centenas de funcionários devem deixar o Twitter após o ultimato de Elon Musk, o novo dono da rede social nesta quinta-feira (17).

O bilionário enviou e-mail aos funcionários da empresa na quarta-feira (16), informando que todos deverão aceitar uma cultura "extremamente dura" no que se refere ao trabalho nos próximos tempos na plataforma ou deixar a companhia. E muitos parecem que decidiram seguir por este caminho.

Os empregados receberam um aviso por e-mail que dizia: "se você tem certeza que quer fazer parte do novo Twitter, por favor clique no botão 'Sim' abaixo". Ao fazer isso, o usuário era redirecionado para um formulário no qual Musk afirma aos funcionários que terá que "trabalhar longas horas em alta intensidade" caso aceitasse ficar.

Em uma enquete na Blind, uma plataforma que verifica o e-mail corporativo dos funcionários e permite que compartilhem informações sem serem identificados, 42% de 180 pessoas escolheram a resposta "escolhi a opção de sair, estou livre!". Ainda, 25% escolheram ficar "relutantemente" e apenas 7% disseram que vão ficar pois são "hardcore".

O termo #RIPTwitter se tornou o assunto mais comentado da rede social na noite de quinta-feira, com as pessoas especulando sobre um possível fim do Twitter por conta das demissões.

Segundo a Reuters, Elon Musk se reuniu com alguns funcionários com cargos importantes do Twitter para tentar convencê-los a ficar.

Fachada da sede do Twitter em San Francisco, Califórnia — Foto: REUTERS/Stephen Lam/File Photo

Fachada da sede do Twitter em San Francisco, Califórnia — Foto: REUTERS/Stephen Lam/File Photo

Ainda não se sabe quantos empregados decidiram ficar na empresa. Os números mostram que muitos estão relutantes em continuar trabalhando na rede social em que o bilionário se apressou em demitir metade do seu quadro de funcionários -- além do fato dele enfatizar uma mudança de cultura para trabalho de alta intensidade por longas horas.

Os funcionários foram notificados que o Twitter fechará seus escritórios e cortará o acesso na segunda-feira (21), de acordo com duas fontes entrevistadas pela Reuters. A segurança da empresa já começou a retirar alguns funcionários já nesta quinta-feira.

O Twitter, que perdeu muitos membros da equipe de comunicação nessas demissões de Musk, não se manifestou até o momento.

Em um grupo privado no aplicativo de mensagens Signal com 50 funcionários da rede social, 40 disseram que decidiram sair, segundo um ex-empregado do Twitter. Em um grupo privado do Slack para atuais e ex-funcionários, cerca de 360 pessoas se juntaram a um novo canal chamado "demissão voluntária", segundo uma pessoa com conhecimento do grupo.

Uma pesquisa separada no Blind pediu aos funcionários que estimassem qual porcentagem de pessoas deixaria a empresa com base em suas percepções. Mais da metade dos entrevistados estimou que pelo menos 50% dos funcionários sairiam.

Corações azuis e emojis de saudação inundaram a empresa e suas salas de bate-papo internas nesta quinta-feira, pela segunda vez em duas semanas, enquanto os funcionários do Twitter se despediam.

Até as 16h (horário de Brasília), cerca de 30 funcionários da empresa nos Estados Unidos e na Europa anunciaram suas saídas em tuítes públicos analisados pela Reuters, embora cada demissão não pudesse ser verificada independentemente.

FONTE/CRÉDITOS: G1
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!